As 20 principais tendências de e-commerce – prepare sua loja on-line para 2019

O setor de e-commerce está crescendo a um ritmo vertiginoso. Todos os dias há informações sobre os aumentos registrados na participação do comércio eletrônico no número total de vendas no Brasil. Não é de admirar que a indústria esteja subindo, e é difícil acompanhar as tendências.

Tabela de conteúdos

  1. Mobile First Index
  2. Atendimento ao cliente eficiente
  3. Personalização da oferta
  4. Customer experience
  5. Conteúdo exclusivo
  6. Social Media
  7. Social Commerce
  8. Chatbots
  9. Realidade virtual aumentada
  10. Devoluções grátis
  11. Entrega instantânea
  12. Pagamentos móveis no e-commerce
  13. Ordens de voz
  14. Gráficos no Google
  15. Compras através de fotos
  16. Conteúdo de vídeo
  17. Influence marketing
  18. Lojas tradicionais
  19. B2C e penetração B2B
  20. Siga as últimas tendências

1. Mobile First Index, ou M-commerce oracle de seus itens

O telefone é uma extensão da sua mão? Não se surpreenda, então, que esse celular seja sua ideia norteadora nos próximos anos. Se as lojas online quiserem operar em um nível alto, elas devem permitir compras no telefone. Os dispositivos móveis são usados pelos consumidores tanto para fazer transações quanto para navegar pelos produtos, portanto, o site da loja virtual deve ser responsivo e adaptado ao destinatário móvel.

IMPORTANTE! O Google funciona de acordo com o princípio do Mobile First Index, o que significa que é a versão para celular da sua loja que determina a posição do seu website nos resultados da pesquisa.

2. Serviço ao cliente de e-commerce eficiente

“Não importa como eles falam” – este ditado não funciona para lojas online. Na era da Internet e dos sites de redes sociais, todo cliente insatisfeito pode expressar sua opinião mostrando a todos os seus destinatários. O PR preto não é o que uma loja online precisa, portanto, você deve cuidar do eficiente atendimento ao cliente. E se houver algum deslize, você deve reagir como um velocista, para que a raiva e a insatisfação não afetem a imagem de toda a loja e não resultem na perda de outros clientes.

3. Personalização da oferta no e-commerce

Personalização é a palavra chave nas próximas temporadas. Para entrar nesta área, é necessária uma análise minuciosa dos dados. Você pode obter preferências de público e informações sobre seu comportamento combinando AI e Machine Learnig. Graças a essas medidas, você ajustará suas atividades de vendas às expectativas de seus clientes em potencial.

4. Customer experience

Uma das tendências mais importantes é o cuidado com os sentimentos dos clientes. A experiência do cliente consiste no serviço e na adaptação às preferências, na comunicação apropriada e no sentido de exclusividade. Essa tendência não é apenas a finalização do pedido. A experiência do cliente abrange todo o processo de compra e é necessário lembrar-se disso.

5. Conteúdo exclusivo é sempre incluído

Conteúdo valioso no blog da loja online é o caminho para o seu sucesso também em termos de posicionamento. Seu site ficará mais visível quando você colocar suas próprias descrições de produtos e serviços nele. Um reforço adicional também pode ser entradas de blog. Quanto mais conteúdo notável você encontrar em sua loja on-line, mais forte você apóia seu SEO. Salte para posições ainda mais altas usando palavras-chave em seus textos. Nós não queremos dizer entupimento da página com “preams”. Tente garantir que o conteúdo que você publica seja valioso para seus clientes em potencial.

6. Social media

A mídia social há alguns anos tornou-se o principal meio de comunicação com as empresas e continuará a ganhar força. Comunicação e atuação ativa nas redes sociais é uma tendência que fortalecerá sua posição de ano para ano. Essas fanpages criam lealdade e adesão de clientes a uma determinada loja online. Eles também são um passe para um número crescente de destinatários, publicando apresentações atraentes de produtos ou ofertas especiais.

7. Social Commerce – vendas em mídias sociais

Você já ouviu falar sobre vendas sociais? Esta é uma tendência que está apenas começando, mas tem um grande potencial para o futuro. É a mídia social que reúne muitos clientes em potencial em suas plataformas, então vale a pena ter um pouco de interesse nessa novidade. Fanpages dão às marcas mais e mais oportunidades. As empresas do Facebook podem criar catálogos com seus produtos, enquanto o Instagram permite marcá-los em fotos. A plataforma do mercado, ou seja, pequeno Mercado Livre, acabou por ser uma revolução. Podemos esperar que, no que diz respeito às compras online, o Facebook continuará a crescer e a impulsionar com a introdução de novos produtos. Estamos ansiosos por isso 🙂

8. Chatbots no e-commerce

Os requisitos dos clientes para lojas online estão em constante crescimento. Os usuários da Internet estão procurando soluções e produtos perfeitos em diferentes momentos do dia. E-lojas tem que manter o ritmo, razão pela qual a era dos chatbots chegou. Eles permitem o contato durante todo o dia com os clientes, mas devem ser bem programados. Lembre-se que é apenas inteligência artificial e não pode prever todos os problemas dos seus clientes. É certamente uma estrada que irá melhorar seus contatos e satisfazer parcialmente os destinatários, e ainda assim eles são os mais importantes.

9. Realidade virtual aumentada – VR

A tecnologia está avançando e novas tendências no e-commerce estão surgindo com ela. Você acha que há alguns anos você poderá escolher produtos baseados em visualizações reais? Hoje é possível! Um exemplo é a Ikea, que colocou a aplicação no espírito da modernidade. No entanto, isso não é uma adição comum. Graças à realidade virtual expandida, você pode ver como os produtos da oferta de correntes suecas aparecem em sua casa antes de comprá-los. Temos certeza de que outras marcas seguirão em breve os gigantes, e VR e AR serão as principais tendências do setor de comércio eletrônico.

10. Devoluções grátis e comércio eletrônico

Não há filas para o camarim e mesas de dinheiro, fazer compras no conforto da sua casa – estas são as características que criam a vantagem de lojas on-line sobre os estacionários. Mas isso não é tudo! Compras on-line podem ser devolvidas com muita facilidade, o que deu lugar a uma nova tendência, especialmente popular entre a indústria do vestuário. Os clientes encomendam vários produtos, experimente-os em casa e escolha um deles. E o resto? Outros itens são enviados por correio às custas da empresa. Essa é uma grande conveniência para os clientes que os arrasta para lojas on-line que oferecem retornos gratuitos.

11. Entrega instantânea é a base do e-commerce

Entrega no mesmo dia é uma direção que funciona bem na área de e-lojas com produtos alimentares, mas ainda não tem em outras indústrias. A principal razão é, obviamente, os preços dos serviços de transporte, mas também não são desculpas suficientes. Os clientes estão dispostos a pagar mais para receber o produto que encomendaram no mesmo dia. Esse é um sinal para as lojas virtuais habilitarem essa opção para seus compradores. Tanto mais que a rede de fornecedores e fornecedores está em constante crescimento e mais e mais lojas online em breve usarão essa lacuna na entrega. Existe outra maneira de fazer isso. Grandes empresas abordam o transporte de forma abrangente, construindo seus próprios centros de logística ou distribuindo seus armazéns pela Europa. É claro, são soluções para gigantes, mas certamente todas as lojas online podem encontrar sua medalha de ouro para entrega no mesmo dia!

12. Pagamentos móveis no e-commerce

Eu acho que ninguém gosta de preencher formulários para transferência e outros dados necessários ao fazer compras online. Para muitos clientes em potencial, essa é a principal razão para descartar cestas. Na comparação rápida, verifica-se que os compradores preferem até mesmo desistir do produto, em vez de “jogar” na confirmação ou deixar a compra para mais tarde. Pagamentos rápidos dão a você a oportunidade de comprar um produto aqui e agora, a qualquer hora, em qualquer lugar, e é nessa direção que hoje o mundo do comércio eletrônico está se movimentando. Acontece que a popularidade do celular pagando por aplicativo ou telefone está ganhando cada vez mais adeptos. Com o tempo, eles só chegarão e os pagamentos serão ainda mais rápidos e fáceis.

13. Loja online de comércio eletrônico – pedidos de voz

Compras on-line é para ser principalmente confortável. Então, por que não digitar a opção de fazer pedidos por voz? Algum tempo atrás pudemos assistir a entrada do mercado Alexa, que é o dispositivo que realiza nossos comandos – buscando informações na Internet, ligando músicas, etc. Esse sistema tem sido utilizado pela Amazon India para fazer pedidos por voz. Ela serve, no entanto, apenas para recompra, mas essa tecnologia está em constante evolução e, portanto, podemos esperar que em breve, graças à inteligência artificial, possamos comprar com a ajuda da voz. Após o sucesso do Alexa e do Amazon Echo Dot, suas contrapartes já apareceram no mercado como a Homepod, da Apple, com a voz do Siri.

14. Gráficos no Google

Você sabia que a maioria de seus clientes começa a comprar exibindo produtos na guia “gráficos”? Se, até agora, sua loja on-line coletou fotos de produtores, é melhor trocá-las por suas próprias propostas com antecedência. Devido à adaptação aos clientes, o Google irá prestar mais atenção às fotografias. Assim como no conteúdo, quanto mais diversificados e únicos forem, melhor.

15. Compras através de fotos

Como já sabemos quão importantes são as fotos excepcionais e qual o papel que elas desempenham no processo de compra on-line, é hora de dar um passo adiante. Fazer compras por meio de fotos é uma tendência que permite que você vá até um determinado produto na loja on-line diretamente do nível de gráficos colocados nas mídias sociais. Plataformas populares como eBay e Instagram já introduziram a opção de busca de imagens. Mesmo estrelas de classe mundial se interessaram por essa tendência. Com a ajuda de Kim Kardashian West, o aplicativo ScreenShop foi criado, graças ao qual você pode comprar praticamente qualquer produto que apareça na imagem em que está interessado. Não há mais nada a não ser procurar fotos e fazer compras online 😉

16. Conteúdo de vídeo

Os materiais do filme estão sempre no topo. A plataforma do YouTube é um dos mecanismos de busca mais populares, o que prova a necessidade de fornecer aos clientes esse conteúdo. As lojas online podem, assim, alcançar destinatários completamente novos, ganhando mais oportunidades de promoção. Vídeos instrutivos, tutoriais – eles governarão o tempo todo!

17. Influence marketing

Uma tendência inegável na indústria do comércio eletrônico é a cooperação com blogueiros e pessoas conhecidas. Entrando em tais relações se traduz em maiores vendas e reconhecimento da loja online.

Por exemplo:

  • Se um vlogger adorado por compradores em potencial fizer compras em sua loja e mencioná-lo em seu vídeo, você pode ter certeza de que a maioria de seus fãs definitivamente investigará o vídeo.

O potencial também está oculto no marketing afiliado. Lançar códigos de descontos para influenciadores para serem passados para os observadores pode resultar no espancamento de um registro da aparência de sua loja on-line, um momento após o filme ter sido publicado por eles.

18. Lojas tradicionais – retornam às raízes

Não espere que um grande boom de vendas online nos substitua por lojas estacionárias. Pelo contrário, as marcas líderes estão retornando às soluções analógicas e abrindo os locais tradicionais de vendas. Mesmo as lojas baseadas apenas no início em sites, estão cada vez mais optando por lojas padrão. Por quê? Ainda há muitas pessoas que compram da maneira tradicional e não vale a pena ignorar.

19. B2C e penetração B2B

Clientes empresariais vêem a empresa sendo procurada por clientes individuais e também querem extrair alguma coisa dela. Isso causa uma crescente indefinição dos limites entre as vendas B2B e B2C. As ofertas são personalizadas para o cliente, independentemente do tipo. A tendência resulta na criação de funções e soluções para empresas, que até agora eram reservadas apenas para consumidores individuais.

20. Siga as últimas tendências

Mudanças, mudanças e mudanças. Não há como acompanhá-los sem observar os primeiros germes da nova tendência. Para manter-se a par das últimas novidades em comércio eletrônico, verifique todos os dias o que está acontecendo na grama. Caso contrário, seus concorrentes vão deixar você para trás.

What do you think?

1 point
Upvote Downvote

Written by Oxxi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que é e-commerce?

Prestashop, WooCommerce, Magento? Qual é melhor para SEO?